google

sexta-feira, 11 de março de 2011

SE ARREPENDIMENTO MATASSE...

Quantas vezes você já repetiu esta frase?

-Se arrependimento matasse eu estaria...

Quando nos arrependemos de algo e temos a chance de voltar atrás e refazer, modificar; essa frase deixa de existir, perde o sentido. Entretanto, se não temos como mudar as conseqüências do ato que nos levou ao arrependimento, passamos a vida nos culpando e perguntando como teria sido se tivéssemos agido de outra forma. Cria-se aqui um espaço no tempo onde ficamos presos no passado e deixamos de viver o presente e o futuro. Contudo, se analisarmos esta questão profundamente, iremos concluir que o “Se” talvez não tivesse um futuro maravilhoso como imaginávamos. Ou quem sabe nem chegasse a existir um futuro para o “Se”. Vou citar algumas frases para que a questão fique melhor esclarecida: “Se eu tivesse me casado com..., me separado de..., namorado tal..., ou “Se eu tivesse escolhido tal carreira..., ou tal emprego..., ou estudado..., ou viajado para..., ou mudado para..., ou não tivesse feito..., ou tivesse feito..., eu não estaria passando por isso”. E, na certeza de que o “Se” teria dado certo, teria mudado nossa vida por completo e para melhor, ficamos agarrados no passado enquanto o presente acontece, o futuro vira passado e deixamos de ser felizes porque criamos um destino lá no passado e colocamos nele toda a felicidade da qual nunca tivemos a chance de participar, de viver e muito menos saber se ela existiria concretamente. Como você pode achar que tem a capacidade de dar um desfecho, ou seja, um final feliz para uma história que não aconteceu. A vida e o destino são imprevisíveis. Arrepender-se de atitudes que tomamos ou deixamos de tomar é saudável para nosso crescimento como seres humanos. É errando que aprendemos o que é certo. É seguindo em frente que construímos o nosso futuro. Ficar cultivando o passado é instrumento para Museu e historiadores. A tua vida é hoje. O teu destino é este que está na tua frente. Portanto, não permita que um arrependimento do passado tenha o poder de controlar e impedir que você seja feliz no presente. Como já dizia Chico Xavier: “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”.

Um comentário:

  1. Fiz algo do qual me arrependo profundamente. Tirei a vida de minha amiguinha (minha cadela), sacrifiquei ela. Ela estava com uma doença e sentindo muita dor, chorando direito, então resolvi sacrific-la mas sempre vou ter a dúvida se tivesse esperado mais alguns dias fazendo o tratamento se ela estaria viva e bem.

    ResponderExcluir