segunda-feira, 30 de novembro de 2009

O AMOR ACABOU, O QUE FAZER?


Colocou o álbum de fotos sobre a mesinha lateral com o olhar perdido nos pensamentos. Foram tantos momentos, tantas lembranças. Tentava esquecer mas não conseguia, tudo trazia lembranças: uma música, o casal que passava de mãos dadas sorrindo, o barzinho. Até mesmo em uma conversa uma palavra solta que para outros não teria a menor importância, já era o bastante para trazer recordações.

Não conseguia entender como o amor acabou. Enquanto pensava, lembrava nitidamente da frase que ouviu após a pergunta que fez e que ainda ecoava nos seus ouvidos:

-Por quê?

- O amor acabou, não dá mais para continuar.

- Como o amor acabou? Amor verdadeiro não acaba, persiste mesmo depois da morte.

Ledo engano achar que o amor não acaba. Como já dizia o Poeta: “Amor e chama”. Não é tão fácil assim manter a chama acesa. A rotina é a maior assassina do amor. Às vezes, a rotina é tão maçante que a pessoa nem tem consciência de que o amor acabou.

Engraçado... por acaso você percebeu que no início da relação você colocava a sua melhor roupa, o melhor perfume, ficava horas na frente do espelho se arrumando, não tirava os olhos do relógio aguardando a hora do encontro. Hoje, qualquer roupa tá boa, aquele seu velho pijama é tão confortável, os beijos já são automáticos, o sexo é esporádico, a velha desculpa do cansaço, os longos papos se transformaram em frases necessárias.

O ser humano traz dentro de si a necessidade de conquistar. É essa necessidade que move o mundo. Basta a tranqüilidade de saber que conquistou, que é o dono da coisa, para se acomodar, cair na rotina, perder o interesse e aí vem à necessidade de sair em busca de novas conquistas. De repente surge alguém interessante, diferente e, o coração dispara. Nossa! Já fazia tanto tempo que você não experimentava essa sensação. Ser arrancado da mesmice do dia a dia. Isso demonstra que havia uma brecha na relação que você estava vivendo até agora e essa brecha acabou abrindo a porta para um novo amor.

Não esqueça que relacionamentos, por melhores que sejam, são atingidos por vendavais e se a chama estiver fraca apaga num piscar de olhos. Brigas, discussões inúteis, desprezo, comodismo, ciúmes doentio, mentiras e traições são instrumentos para formação do vendaval.

-Puxa! Que chato! Então eu vou ter que passar a vida tentando conquistar?

Se quiser manter a chama acesa, vai sim, vai passar a vida tentando conquistar para não cair na rotina. Se o amor é chama, precisa de combustível para manter a chama acesa, senão, vai ficando fraca, fraca, até que, não precisa um vendaval para apaga-la, basta um leve sopro.

Pode ser que você, sem perceber, tenha transformado a sua relação numa rotina ou se não foi isso que ocorreu, é sinal de que a outra pessoa se enquadra naquelas que não tem capacidade de amar, eis que, existem pessoas que vivem numa eterna procura, mesmo quando encontram alguém especial. Só que esse tipo de pessoa nunca vai amar ninguém.

O certo é que, depois que o amor acaba, não adianta ficar chorando ou tentar reacender uma fogueira onde só existem cinzas. Cinzas por mais que você sopre não faz fogo e nem volta a ser madeira. Se você se trancar e ficar se lastimando, perde a chance de conhecer alguém que te ame de verdade. Quem não te ama, não te merece. O mundo está cheio de oportunidades. Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima.

27 comentários:

  1. Estou sofrendo sinto meu coraçao receber milhares de frechada.Amo uma pessoa que hoje ja nao mi quer.Perdi meu sorriso,meu sol,minha luz.Mais desejo a ele toda a paz e sorte do universo

    ResponderExcluir
  2. há exatamente 13 anos a traz eu me apaixonei perdidamente por um homem mais velho q eu,eu tinha 18 nos e ele 34,eu era bem imatura e havia acabado de descobrir o sexo,eu por ser meio menina ainda acreditei em td q ele me dizia e tbm no q eu queria acreditar,eu fiz planos,tive sonhos,mais td foi muito dificil e sofrido para mim,iniciamos uma convivencia a dois um ano depois de nos conhecermos e depois foi só sofrimento até hj.Eu sei q ele ñ me considera,ñ tem carinho por mim e até me rejeita como mulher,muitas das vezes me maltrata e até já me agrediu fisicamente por varis vezes,por isso sou totalmente carente e infelizrevoltada,amarga e com o coraçaõ fexado,ñ consigo me sentir atraida por nenhum homem pois acho q tbm ñ presta e q vai me fazer sofrer e por isso nem tento gostar de outra pessoa.Por ñ ter uma familia com q eu possa contar e nem tenho meios proprios para me manter com os nossos dois filhos hj com 12 e 8 anos eu venho suportando e me matando a cada dia por dentro.PRECISO DE CORAGEM PARA ME LIBERTAR DESSA RELAÇÃO!!!

    EU PRECISO AMAR E SER AMADA!!

    ResponderExcluir
  3. Primeiro você tem que se amar para que possa ser amada. Se você não se valoriza, não espere que os outros possam te dar valor. Eu sei que a sua situação é muito difícil, já que você não tem parentes e nem alguém que possa te dar apoio até que você possa andar com suas próprias pernas. Contudo, se você não fizer algo, vai viver infeliz eternamente. E, ninguém merece viver eternamente infeliz. Tente descobrir alguma atividade que você possa fazer para juntar algum dinheiro. Quem sabe se você fizer um curso de corte e costura, ou manicure? Esse homem não te merece. Comece a rezar todos os dias o Salmo 90 (Tu, que habitas sobre a proteção do Altíssimo....). Este Salmo tem muita força. Pede a Deus que te ilumine para que você possa enxergar uma solução.
    Mande notícias.
    Bjs,
    Rita Maria

    ResponderExcluir
  4. Sempre gostei de homens mais velhos. Até que um dia me apaixonei por um 20 anos mais velho. Estava sonhando, apaixonada e feliz, mesmo sabendo que ainda tinha de enfrentar a filha dele, com então 13 anos. Mesmo ela sendo uma menina muito difícil e mimada pensei que pudesse dar certo. Após 7 anos de namoro conheci outra pessoa e me apaixonei, ele era comprometido. Não tive coragem de terminar o namoro e acabei me casando. Hoje, com 7 anos de casada, sinto que sou amada, mas não amo. Faço terapia. Não tenho filhos. A menina cada vez me inferniza mais. Com a família dele foi difícil, apesar de atualmente estar tudo bem. Enfim, o amor acabou e minha maior coragem foi de enviar este e-mail. Estranho não? Só sei que não tenho vontade de fazer mais nada. Trabalhar, estudar, crescer. Afinal para quê? para quem? Quem sabe daqui um tempo volto a escrever a minha resposta!

    ResponderExcluir
  5. Amiga,

    Não me entenda mal nas análises que vou fazer. Na vida temos duas situações que podem levantar ou derrubar uma pessoa, quais sejam: a rotina e a certeza. Enquanto para uns rotina é sinônimo de paz, para outros é sinônimo de tédio. Já a certeza nos dá a sensação de segurança. O que na realidade ocorre com você é uma necessidade de conquistar, uma vez atingido o seu objetivo, tudo perde o brilho. Primeiro você tinha que consquitar o homem, depois a família e finalmente a filha. Quando conquistou o homem e a família, veio o tédio. Daí surgiu algo novo: o homem comprometido, mas que no fundo você sentiu que, mesmo que você usasse todos os artifícios, não conseguiria afastá-lo da pessoa que ele estava comprometido. Por isto, resolveu casar. Casada,tudo virou rotina somado a segurança de que seu marido te ama. A filha, nesse contexto, é só um adendo que no fundo nem te incomoda mais e, aí, a sua vida virou um tédio. Amiga, não continue sonhando, um dia você pode acordar e ter perdido a pessoa que te ama de verdade. Príncipes Encantados...só nas histórias infantis. Acorda para vida!
    Abços,
    Rita Maria

    ResponderExcluir
  6. Ah,eu tenho um 'amigo' a mais de 3 anos! Sempre fomos assim,mt intimos mesmo! Tanto qe m apaixonei!Ele mora no RJ e eu em MG! Mais é mt complicado,pq assim,a gente nun tem so amizade,sab ..isso é todo mundo qe fala,ate os primos deles qe tb são meus amigos! Mais qdo ele vem pra Minas,algo acontece,e a gente briga ele pega uma amiga minha e eu o primo dele ! Isso foi por um tempo.! Ae nessa ultima vez,nada disso aconteceu! Agora to namorando um cara qe é perfeito,sab ..mais sempre tenho duvidas se é ele o cara certo,se to fzendo ele de bobo..As vezes quero terminar e qdo falo isso,ae ele chora,faz drama e eu acabo voltando! Ae esse amigo do rio veio em novembro,ae saimos,ele,umas amigas da faculdade e uns primos dele ..ae foi mt de boa!Ele brincaco mt cmg,não tento pegar ngm,ate estranhei,e ele brincava qe eu era a paxão da vida dele e tudo mais,ae eu so tirava ele,nun sei pq ! Ae os meninos começaram um jogo de verdade ou consequencia,ae tudo virava em torno da gente! Falaram qe eu ra paxonada com ele,e ele cmg! Ae depois fomos embora e tudo mais! Ae resolvi me declarar pra ele no dia seguinte,qdo ele ja estava no rio,ae eu disse qe num sei exatamente o qe sinto por ele,qe nun é apenas uma amizade,qe sou mt confusa e prescisava saber o qe ele realmente sintia! Nisso,ele m enrolo o tempo todo,e ele é mt brincalhão,sab ..a3 ele do falava cmg qe depois da familia dele,da mãe,pai,sobrinha,irmã e a madrinha,eu era a pessoa mais importante pra ele! Que ele dava a vida por mim! Mais assim,não respondeu diretamente o qe eu queria! Ae qdo estvamos saindo da internet,ele falou que gostava de mim em duplo sentido,cmo amiga e tb tinha o sentimento confuso qe eu tenho! E saiu,sab ..cmo uma criança,kk e nao deu pra mim falar nada !Ah um tempo atras,tb conversamos sobre isso,e ele tb disse ..assim ele é mt,mt galinha,sab ..fora do normal! Ja teve namoradas qe ele dizia qe amou,e pegou amiga dela ..e ja teve uma tb qe m odeia,pq falava qe ele se importava mais cmg qe com ela,ate terminaram por isso . Ae uma vez a um tempo atras,ele m disse qe me amava mt e qe ele é um ogro,sempre faz merda e as pessoas se afastam deele,e qe ele me amava demais,e preferia m ter cmo amiga do que não m ter na vida dele! Ele m deixa mt confusa,sab ..E sinceramente,isso m atormenta mt,sab ..pq gosto mt mt mt dele! Cmo se fosse da minha familia mesmo,e cmo tenho um namorado assim,qe é o sonho de qlquer uma ! Me sinto mt mal por ele,nunca trai ele fisicamente,nem nada ..mais e os pensamentos?! e as cversas qe tenho com meu amigo? m sinto mt mal por isso,as vezes da medo de terminar e assim,nunca encontrar alguém cmo ele ! Pq tenho amigas qe sofrem mt,pq namoram com galinhas,sab ..são xifrudas,so passam raiva e tão com eles ate hj,não quero isso p mim! Mais tb do jeito qe estão as coisas,ta dificil...

    ResponderExcluir
  7. Amiga,

    A escolha é sua. Ele já deixou claro que embora goste de você não consegue ser fiel e, por isto, prefere te ter como amiga. Se você estiver preparada para entrar em uma relação em que sempre será a outra, mergulhe nessa aventura. Agora, se você está procurando alguém que seja fiel e te ame sinceramente; esqueça esse seu amigo e procure uma pessoa que te ame de verdade.
    Abços,
    Rita Maria

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde! Moro a 5 anos com uma mulher e nesse compramos nosso apartamento, nosso carro, melhoramos de renda e etc... eu tenho uma filha de 8 anos do primeiro relacionamento que mora a 2 anos com a gente e ela tem uma filha de 15 anos que mora com a gente desde o início. A vinda da minha filha pra nossa casa revelou um comportamento que não conhecia antes, uma espécie de ciúmes, como se competisse o espaço com a minha filha. Sempre se encontra na posição de crítica, não é carinhosa com nenhuma das duas, se dirige a minha filha sempre em tom de chamar a atenção como se fosse um quartel, um erro, um castigo e isso me incomoda muito. Não pense que sou de passar a mão na cabeça, certo é certo e errado é errado, mas dependendo da situação, eu alivio pq ela é uma criança, mas ela não aceira isso. Com a filha dela é diferente, faz suas besteiras comprometedoras como: matar aula pra encontrar com o namorado, trás pessoas pra dentro de casa escondida e não é capaz de ajudar a mãe em nada, mas nada que ocorre com a minha filha se aplica a ela. Sei que ela me ama, mas isso tem esfriado e em alguns momento já pensei em sair de casa. Já tivemos por duas vezes uma conversa séria sobre isso e ela reconheceu e mudou, mas já normalizou logo após um curto período de tempo. Na semana passado tivemos uma conversa por conta das besteiras que a mais velha faz e ela disse em abrir mão das duas, a mais velha ir pra casa dá avó e a minha pra mãe e achei isso um absurdo. Minha filha está infeliz, já falou em voltar a morar com a mãe e não quero perder a minha filha, pedi muito a Deus pra estar com ela um dia e não quero perde-la já que com a mãe eu não confio. Preciso de uma luz, uma orieñtação, uma dica do que fazer. Sei que a decisão cabe a mim, mas queria saber o que o profissional pensa a respeito. Não adianta ela gostar apenas de mim, pra mim não é o suficiente.

    ResponderExcluir
  9. sempre gostei de mulheres mais velhas,mas sempre tive um jeito meio moleke.Estou entrando na meia idade e me separei,mais uma vez, de minha amada.As desculpas são as mesmas,falta de atitude nos momentos certos,embora tenha eu amadurecido bastante.Sofro por estar longe e hj e la me diz q só quer amizade,pois,como tal sou ótima companhia.Vivemos juntos por 4 anos,foram muitas lutas,e penso nela a cada instante,na esperaça d voltarmos mais uma vez...

    ResponderExcluir
  10. Resposta para Anônimo de 01/01/2012:

    Amigo,

    Peço desculpas por só poder responder agora, mas estava viajando e só agora retornei.

    Analisando os fatos, percebi que a sua atual mulher, realmente, tem ciúmes do carinho e atenção que você dedica a sua filha e, quanto mais você entra em conflito ou conversa com ela tentando modificar a forma que ela trata a menina, mais desperta o ciúme dela. A tendência é que esta situação não se modifique, uma vez que, você já conversou com ela e, nada mudou. Contudo, aconselho que você converse mais uma vez tentando mostrar a diferença entre amor de pai e amor do homem para com sua mulher, ou seja, um não compete com o outro. Faça-a entender que filhos não são objetos que descartamos se não os queremos mais. Ao finalizar, deixe bem claro que se trata de uma conversa decisiva e que você não pretende abrir mão de sua filha. Se depois de tudo isso ela não entender e continuar a agir da mesma forma, você terá que fazer uma escolha para ser feliz ou então aceitar conviver em um eterno conflito.
    Abços,
    Rita Maria

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, Rita! Entrei por caso em seu blog procurando respostas em problemas semelhantes ao meu, mas não encontrei nada...Estou casada a 19 anos. Meu marido foi meu primeiro namorado e amante. Namoramos 2 anos. O dia do meu casamento foi um dos dias mais felizes pois tinha a certeza de que a pessoa com quem estava casando me amava e eu a amava também. Eu tinha problemas de relacionamento com meus pais. Minha mãe é muito autoritária e muitas vezes cruel e insensível comigo com as palavras, me fazendo até em pensar em suicídio, pois achava que ninguém nesse mundo poderia me amar, porque nem minha mãe me amava. Meu pai era um ausente total...nem sei se ele sabia que eu existia. Então quando conheci meu marido...achei que eu seria feliz para sempre. Mas a primeira decepção veio quando ele me disse que nunca queria ter filhos...e meus planos eram ter dois. Sete anos depois, após muita conversa veio o 1º, hoje com 11 anos. Tive depressão pós-parto, tomei remédio 1 ano e fiz terapia. Nunca mais fui a mesma. Depois de outros 7 anos veio o 2º hoje com 4 anos. Eles são minha vida. Mas meu amor por meu marido acabou. Ele é um homem bom, admirado por seu bom coração e generosidade. Mas para mim ele mudou tanto nesses anos que não reconheço mais o homem por quem me apaixonei: carinhoso, romântico, que fazia me sentir em paz, amada, segura e desejada. No começo ele era só ausente, quando não estava trabalhando estava em frente a TV, alienado ao que se passava em volta comigo e com os filhos. A mais ou menos 1 ano ele descobriu a oração carismática da Igreja Católica e se tornou um fanático. Ele que nem na missa do Domingo frequentava. Quando não está no trabalho, ele está em fente a TV no canal religioso, ou na igreja (até duas vezes ao dia quando pode), ou em casa trancado no quarto em oração (terço, leituras da Bíblia, rezas, etc). Tentei conversar com ele sobre nosso casamento e a ausência dele em casa, e ele me disse que o que está faltando para mim é oração, ter mais contato com Deus, me converter como ele. Não tem diálogo, tudo o que eu falo ele vem com uma resposta religiosa. Chega a ser irritante. E por fim acabo brigando. Meu filho mais velho já me pediu para não me separar do meu marido, porque não quer ficar longe do pai, apesar desse jeito distante e fanático do pai. Algumas pessoas elogiam a mudança dele e da sua aproximação com a igreja e Deus, mas para mim não sei quem ele é...não temos mais sexo pois não suporto ser tocada por ele..sinto repulsa...não tem mais diálogo...nossas conversas são sobre os filhos, problemas na casa e nos negócios...não consigo nem ter mais carinho por ele...e fico feliz quando ele não está em casa...quando ele chega é como se uma nuvem negra viesse a pairar sobre minha cabeça...me sinto mal. Mas ele me escreveu um bilhete que disse que nunca vai separar de mim, porque é pecado e ele nunca mais poderá comungar se for separado...então ele aguenta tudo de mim, mas não me dá a separação. Nem sei se isso irá resolver...só queria ter comigo o homem com quem me casei...envelhecer ao lado dele, como era meu desejo...mas me parece que isso nunca mais irá acontecer, ele nunca mais será o meu amor...porque a chama já se apagou...e ao que me parece..para sempre!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga,

      Aguarde a resposta do seu comentário, pois ele me inspirou a fazer uma nova Postagem sobre casamento, deve ficar pronto amanhã 17/05/2012.
      Abços,
      Rita Maria

      Excluir
  12. Rita . Namoro a três anos com um menino. Meu mundo , minha vida eu deixei para trás, quando iniciei o namoro. vivia só a vida que ele me proporcionava.Só saia com ele e com quem ele quisesse levar, não recebia nem fazia visita a amigas. fazia de tudo pra agrada-lo , sempre procurei me vestir bem , tá sempre linda pra ele, nossa relação sexual sempre foi ótima (só isso que preta hoje) fazia tudo para que ele me admirasse como mulher.e isto de nada adiantou , fui traída varias vezes , ele sempre preferia os amigos que a mim , vivia em festas , mentia , me humilhava, e depois vinha com desculpa e dizia que me amava. e eu acreditava e voltava como se nada tivesse acontecido. Hoje ele mudou no sentido de não me trair e nem de ir mais pra festa. Porém se tornou uma doença da qual nao me curo. estamos juntos por costume o amor acabou , já não fazemos mais coisas de casais jovens , parecemos dois velhos , brigamos diariamente , não conseguimos conversar , ele não me dá oportunidade de ser quem eu sou, sempre da um jeito de me fazer sentir culpada por tudo, vive apontando meus erros , enfim to nessa por costume, por já nao ter mais amigas, por comodismos e por algo que nem eu sei o que é. Eu não o amo , não quero me casar com ele , e digo isso p todo mundo , os outros por acharem que somos felizes duvidam. não quero ter ele como pai dos meus filhos , tenho nojo de tanto mal que ele me fez. queria uma forma de me livrar dele . De viver uma nova historia , de voltar a me sentir desejada de novo, de voltar a ter amigos . enfim
    Aguardo sua resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga,
      Não consigo entender porque você ainda insiste em manter essa relação, já que você mesmo afirma que está por puro comodismo, costume. “Quem fica esperando o bote da cobra, vai experimentar do veneno”. Você está vendo e vivendo o destino que te espera no futuro. É esse o futuro que você quer para sua vida? O primeiro passo para viver uma nova história é terminar esse namôro. Assim, livre, você terá a oportunidade de conhecer pessoas, novos amores, novas amizades. Leia aqui no blog a postagem que escrevi cujo título é: “Comodismo, preciso me libertar, ser feliz.” Esta postagem vai te ajudar a tomar uma atitude.
      Abços,
      Rita Maria

      Excluir
  13. Olá Rita, estou passando por uma situação a qual não tenho coragem de falar com ninguém e só eu sei o quanto estou sofrendo com tudo isso. Tenho 28 anos e sou casada há 8, durante esse tempo tive um casamento muito complicado, com muitos altos e baixos, tentei separar por duas vezes e meu esposo não quis me deixar ir. ele é uma pessoa dificil mas é um bom homem, hoje depois de muitas discussões e da última tentiva que fiz em me separar dele (há pouco mais de 2 meses), resolvemos tentar mais uma vez, e eu vejo mudança nele a cada dia que passa. Mesmo em meio as nossas dificuldades sempre senti o quanto ele me amava e agora percebo isso ainda mais. Acontece que, embora esteja tudo começando a "se arrumar" entre nós, eu tenho convivido com o fantasma de não amá-lo mais, ele mesmo tem me dito isso com muita frequencia e cobrado de mim um amor que, eu tenho tentado, mas não estou mais conseguindo dar. Praticamente nao fazemos sexo, não por ele, que demonstra me desejar muito, mas por mim que não consigo sentir mais nenhum desejo por ele. Eu tento, eu me esforço, mas não sinto nada além da vontade de parar sempre que começamos a ter relação. Vejo que isso é o que mais está complicando a nossa vida. Eu tenho certeza do carinho que tenho por ele, o quanto ele é especial p mim e como eu queria passar o resto da minha vida com ele, mas está muito difícil, não vejo um casamento onde sexo não exista. Não sei mais o que fazer, penso em separar mas não quero fazê-lo sofrer. Hoje estamos mais maduros e acredito que ele seja a pessoa certa p mim, mas nao tenho mais certeza se o que sinto por ele é um amor de mulher ou de irmã. Preciso de uma opinião, está difícil passar por tudo isso calada, sozinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga,

      Todo casamento passa por diversas fases. Casamento é relacionamento e, relacionamento seja de amizade, parentesco ou amoroso sempre existirá altos e baixos. Difícil é conseguir superar o desgaste que surge como resultado das situações vivenciadas. A cada briga, a cada desentendimento o sexo fica de lado como se fosse uma forma de castigarmos o erro do parceiro. Isto acaba fazendo com que a relação sexual, entre o casal, comece a esfriar e caia na rotina.
      Se você me dissesse que não o amava mais, que não sentia mais nada por ele, eu diria que seu casamento tinha chegado ao fim. Contudo, ao contrário, você diz que ele é uma pessoa especial e quer passar a vida ao lado dele. Então você o ama. A perda do desejo sexual ocorre porque, no fundo, você ainda não acredita que essa mudança dele seja real e, por isso, você não se entrega por inteiro. Acha que a qualquer momento ele pode voltar a ser a pessoa difícil que era. Eu sei que, passado apenas dois meses, ainda não dá para confiar na mudança dele. Enquanto isso, mude a rotina. Comecem a sair juntos: ir ao cinema, um jantar romântico ou jantar fora, uma viagem de um fim de semana numa praia ou campo. Se ele não gosta de sair, viajar, convença-o. Isso vai colaborar para reacender o relacionamento de vocês. Eu aposto que quando você estiver segura de que ele mudou, o desejo sexual vai voltar. Dê tempo ao tempo.

      Abs.,

      Rita Maria

      Excluir
  14. Boa tarde Rita,
    Encontrei seu blog e senti muita vontade de escrever até mesmo para poder dividir com alguem o que estou sentindo. Eu estava namorando há 6 anos.. já era mais que um namoro pq estavamos morando juntos a 5 anos. Ele não considerava nossa situação como casamento porque dividiamos muitas coisas porem a parte financeira cada um tinha a sua.. tipo conta de banco separados.. cada um pagava a metada do aluguel.. metada da agua.. e assim por diante. Mas viviamos bem, quando um recebia o salario corria para fazer um agrado para o outro e assim viviamos. No inicio do namoro eu peguei algumas coisas que interpretei como traição.. ele procurando pela ex.. entrando em sites de bate papo e marcando encontro com meninas da nossa cidade.. Na epoca nos separamos por uma semana, mas ele fez juras de amor e pediu um milhão de perdão e eu acabei dando essa chance.. O fato é que a confiança nunca mais foi a mesma. Este ano eu passei no mestrado e toda semana viajo para outra cidade para assistir as aulas, e nos dois trabalhamos o dia todo e a noite ele faz faculdade. O mestrado exige mto tempo e rapidamente fomos nos distanciando. No começo do mestrado ele me deu a maior força.. estava me ajudando nos afazeres de casa.. Mas tivemos que diminuir nossas saidas.. Eu sempre falava que o mestrado era importante para nós dois pois trazia perspectivas de melhora até mesmo para podermos pensar na possibilidade de encomendarmos um filho. Mesmo estando no inicio do mestrado já havia traçado como objetivo que no dia da defesa da dissertação levaria um par de alianças e pediria-o em casamento. Sonhos desfeitos em semanas.. Nós dois temos 35 anos e ele se envolveu com uma menina sei lá de 16, 17 anos. Comecei a sentir ele mto estranho mas tudo aconteceu mto rapido. Nos separamos há 4 dias, percebo que ele esta feliz.. tem saido com ela.. enfim.. Mas eu apesar de estar desconfiada que tinha algo errado não esperava que ele já estivesse de fato ficando com alguem.. Estou sem chão.. parece que meu mundo caiu.. desabou. Estou tentando levantar a cabeça, tentando focar no mestrado, em leituras, etc.. mas ta mto dificil. Sei que vou superar, pois já passei por outras decepções.. mas ta mto dolorido.. O que devo fazer para tentar diminuir esse sofrimento?? Para voltar a me concentrar na minha vida?? Não posso e nem quero desanimar agora... Uma palavra de conforto e amizade serão bem vindas..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga,

      A melhor receita para diminuir o sofrimento é saber que você não perdeu nada que realmente valesse a pena. Pense que pior seria se você tivesse casado com ele e tido filhos. No inicio do namoro ele já demonstrou ser uma pessoa volúvel. “Pau que nasce torto morre torto”. Ele não mudou, apenas tomou mais cuidado para não ser flagrado novamente. Talvez, durante todo o período que esteve com você tenha tido outros relacionamentos, só que as outras não quiseram assumi-lo. Já uma menina de 16 anos é mais fácil de ser enganada. Esse homem nunca amou nem vai amar ninguém porque vive testando o seu poder de sedução, de conquista. Ele não enxergou a pessoa que você é porque é muito imaturo. Você merece alguém que saiba te valorizar. Esquece esse homem e parte para outra. Quer um conselho: - mesmo que ele peça perdão e queira voltar; não aceite, pois com certeza vai passar um tempo e ele vai cometer os mesmos erros. Neste jogo da vida quem saiu ganhando foi você, pois se livrou de um oportunista e conquistou a chance de encontrar alguém que te ame de verdade.

      Abs.,

      Rita Maria

      Excluir
    2. Obrigada Rita, suas palavras foram de grande valia... eu sei que que ganha nesta história... passado alguns dias da separação me convenço cada vez mais de que me afastar dele é a melhor coisa.... e de que eu mereço um homem que me valorize... Parabens pelo seu blog, com certeza vc ajuda muita gente dessa maneira.
      Obrigada mesmo!!

      Excluir
  15. olá rita,tenho 21 anos namoro a 1 ano e 10 meses,no começo era muito bom sabe,mas logo descobri que ele saia em festas sem me falar nada,no final ele sempre confirmava mas dizia que nunca me traiu só que é dificil de acreditar,no começo deste ano tivemos uma briga,quase terminamos,ele foi pra praia e fiquei aqui,na volta nos entendemos,mas recentemente descobri que ele ficava de conversa com algumas garotas em uma rede social,conversas do tipo" voce é linda quero te ver,te conhecer"...,todas sabiam que ele namora mas mesmo assim ele insistia com isso,agora não sei mais o que ele sente por mim,não sei se ele já me amou algum dia,acho que o relacionamento esta esfriando,acho que ele tem medo de me dizer algo que possa me chatear,mas não posso viver nessa angustia pra sempre,eu amo ele tenho medo de que tudo acabe.não sei oque faço,de tantas conversas que tivemos ainda restam duvidas.

    ResponderExcluir
  16. olá rita,tenho 21 anos namoro a 1 ano e 9 meses,no começo do meu namoro era legal mas ai meu namorado ja começou mentindo a idade dele disse que tinha 25 depois desmentiu e disse que tinha 28,na é poca eu tinha 19 anos,eu confiava nele de mais só que um dia descobri que ele mentia pra mim,ia em festas e nem me falava nada descobria por outras pessoas,no final ele confirmava a verdade,mas me dizia que nunca me traiu,no começo deste ano tivemos uma briga,ele foi pra praia e fiquei aqui,na volta a gente se entendeu e ficamos juntos,mas descobri que ele conversava com umas garotas no bate papo,ele dizia a elas que ia largar de mim e que não queria se casar comigo,sei lá acho que ele não gosta de mim mais,acho que ele quer me dizer algo mas não tem coragem,eu preciso de uma ajuda é uma situação muito ruim,eu fico angustiada não sei o que fazer,perto de mim ele diz uma coisa,com outras pessoas ele diz outra,eu não sou uma pessoa ciumenta,mas depois de tudo que ele fez não consigo confiar nele.queria muito sua opinião do que fazer...

    ResponderExcluir
  17. Ola Rita bom dia ..
    Gostaria de ter uma palavra sua...Sou um Jovem de quase 30 anos..minha historia é o seguinte..a 4 e meio anos atraz..conheci uma moça bem nova..de 18 anos...em uma outra cidade distante da minha..300 quilomentos..começamos a namorar..3 meses depois conheci uma mulher pela internet mais madura..12 anos mais velha do que eu, da mesma cidade que eu, começamos a conversar as ideias bateram e começamos a namorar...como meu primeiro namoro era a distancia..ainda demorei uns meses para contar para ela que eu tinha uma namorada...quando contei ela ficou arrasada mais me deu chance de terminar o namoro e ficar so com ela.. assim foi...terminei o namoro e ficamos juntos...nesse tempo, fizemos muitos passeios juntos, nos divertiamos muito, embora ela fosse mais velha...mais me completava em tudo...Como minha familia é crista e muitos energicos sempre ficava com pé atraz em assumir o relacionamento em publico...e sempre pensava que nao iria a frente...ela tinha dois filho e morava em casa com o marido embora..nao tivessem vida conjugal juntos...isso me dava mais medo ainda de assumir um relacionamento assim em publico...Ficamos 3 anos juntos..nos amando muito, embora eu sempre lutava dentro de mim..pelos conceitos implantados pela sociedade e por minha familia. Apos 3 anos resolvi procurar novamente a minha primeira namorada...voltamos, noivamos e nos casamos em 6 meses...nao contei nada para Mulher madura..preferi me afastar aos poucos..
    ápos 1 mes de casado...vi que sentia muita falta da mulher madura...como ela sempre me mandava msg, no celular..resolvi procura-la...mesmo sem contar a verdade...ficamos juntos por mais 7 meses...ate que ela descobriu que eu tinha me casado...quando descobriu..ela ficou para morrer de tanta tristeza. e eu nao consegui administrar tudo acabei perdendo o emprego, fiquei em uma saia justa.. casado de pouco....e amando outra mulher...como terminaria o casamento de forma menos traumatica... ela ainda me deu um tempo para terminar o casamento e ficarmos juntos...procurei minha familia...para me apoiar..eles nao me apoiaram..tentei por mim mesmo..mais minha atual esposa nao aceitou o fim do casamento e disse que lutaria pelo casamento, mesmo sabendo que eu nao a amava...como meu tempo se esgotou...em um fim de semana.. a mulher mais madura..foi passear na casa da mae esfriar a cabeça..em uma outra cidade..la conheceu um rapaz...se encantou com ele...voltou e me disse que estava indo embora..morar com o rapaz.foi bem sincera..disse ter se envolvido com ele...eu ainda insisti...me declarei de todas as formas...rasguei meu coraçao para ela...disse que faria qualquer coisa para ela nao ir..mais nao adiantou.. em 5 dias ela foi embora para la..morar com esse rapaz...e disse que estava apaixonada por ele...o que eu nao fiz em 3 anos, ele fez em 3 dias... que deseja a minha felicidade, mais que pra nos dois nao da mais.... Hoje me sinto dessolado..nao durmo,...nao consigo me alimentar...nao tenho animo pra nada.... minha esposa sabe que estou assim pq amo outra....Nao sei o que faço...tudo me lembra ela... Desde ja agradeço

    ResponderExcluir
  18. Eu tinha um relacionamento de 1 ano e 6 meses, ela veio pedir um tempo tudo bem, ai uma semana depois ela está com outro, e ela falou que está ficando e gostando e ficou com ele porque agiu na raiva ela me falo e também na mesma hora desconversou,ainda gosto dela, sinto saudade dela, todas as coisas me lembra ela, não estou conseguindo ter controle mais, tenho saudade pelo - da amizade dela, depois que ela termino comigo me irrito fácil com qualquer coisa, ainda tem chance será de voltar com ela? será que ela está sendo iludida e tentando tapar um buraco no nosso relacionamento que não teve? pois qualquer coisa eu choro, e ainda mais quando eu vejo os 2 na faculdade, isso porque eu vivo evitando aonde eles possam estar

    ResponderExcluir
  19. estou em um relacionamento em que a muitas descordias, ele tem 3 filhas q nao moram conosco mais ele vive o passado sempre, acho q ainda ama a ex, sofro muito ja pensei ate em fazer uma besteira comigo, muitas coisas ruins so pensamento.....

    ResponderExcluir
  20. Boa noite Rita, eu gostei muito do seu blog, li e serviu muitos conselhos pra minha vida sentimental.Queria que vc me falasse o q eu posso fazer com o q eu estou passando no momento.Então eu me casei com 19 anos, fiquei casada por 3 anos e meio, nos divoriamos e ficamos 1 ano separdos mais nossos amigos sempre falavam de mim para ele e dele pra mim, então um dia conversamos e voltamos a namorar, namoramos por 4 meses e faz 1 mes que separamos de novo, sempre brigamos inclusive nos separamos por causa da nossa familia q não querem a gente juntos mais minha sogre e meu sogro que manda muito nele e ele obedece e sempre brigamos por causa deles, ele e todos que nos conhecem falam pra mim que ele me ama, eu tambem amo ele e é só isso que nos vincula, pois se não fosse o amor que temos um pelo o outro não voltamos. Agora depois de tantas indas e vindas estou grávida e ele não acredita em mim. Não sei o q eu faço vc poderia me ajudar????

    ResponderExcluir
  21. Eu perdi a minha noiva faz um ano, ainda sinto esta perda, sempre corri da rotina e sempre arrumava algo diferente, jamais discuidei da aparencia e sempre pronto pra o que der e vier. Depois de oito anos levei um par de chifres, e até hoje tento achar uma resposta, mas fazer o que neh? Hoje diante da morte inevitavel, graças a uma doença, quem sabe eu finalmene terei paz.

    ResponderExcluir
  22. tenho 32 ele 33 anos ele foi o primeiro namorado, e eu a primeira namorada dele, coisa de adolescente terminamos cada um fomos tentar outra sorte ele teve outros relacionamentos e eu também mais nunca esquecemos um ao outro sempre ele me procurava e nós ficava ate que um dia eu resolvi a voltar pra ele estamos a 1 ano e 6 meses junto,ele hoje está trabalhando em outro estado so vem em casa de 3 em 3 meses e não tem tempo surficiente para ficarmos juntos e agora sinto que ele não me ama mais como antes, ele continua carinhoso comigo mais estou insegura será que ele ainda me ama.

    ResponderExcluir